Conteúdo programático para concurso SESAU/RO

16/06/2010 08:35

 Concurso público Secretaria Estadual de Saúde de Rondônia (SESAU-RO)


38 vagas para Farmacêuticos divididas da seguinte maneira:


Farmacêutico
Graduação em Farmácia, com registro no órgão de classe competente.
Vagas: 
30 Vagas na Unidades - Porto Velho 
Renumeração: R$ 2.276,20


Farmacêutico Bioquímico
Graduação em Farmácia- Bioquímica, com registro no órgão de classe competente.

Vagas:
7 Unidades - Porto Velho
1 Hosp. Regional Extrema
RenumeraÇão: R$ 2.276,20


DAS INSCRIÇÕES

As inscrições poderão ser realizadas pela Internet no portal www.funcab.org 
ou nas agências credenciadas dos Correios relacionadas no ANEXO III do edital


Taxas de inscrição: R$ 80,00 (oitenta reais) para os cargos de nível superior


PROVA


Será aplicada no dia 21/06/2009.

Com 60 (sessenta) questões de múltipla escolha para os cargos de nível superior
- Língua Portuguesa - 15
- Conhecimentos Regionais (História e Geografia de Rondônia) - 06
- Noções de SUS - 10
- Noções de Informática - 05
- Conhecimentos Específicos - 24


CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS E SUGESTÕES BIBLIOGRÁFICAS


LÍNGUA PORTUGUESA

Conteúdo Programático: Compreensão e interpretação de textos. Denotação e conotação. Ortografia: emprego das
letras e acentuação gráfica. Classes de palavras e suas flexões. Processo de formação de palavras. Verbos:
conjugação, emprego dos tempos, modos e vozes verbais. Concordâncias nominal e verbal. Regências nominal e
verbal. Emprego do acento indicativo da crase. Colocação dos pronomes átonos. Emprego dos sinais de pontuação.
Semântica: sinonímia, antonímia, homonímia, paronímia, polissemia e figuras de linguagem. Funções sintáticas de
termos e de orações. Processos sintáticos: subordinação e coordenação.
Sugestões Bibliográficas: BECHARA, Evanildo. Gramática escolar da língua portuguesa. Rio de Janeiro: Lucerna.
CARNEIRO, A. Dias. Texto em construção: interpretação de texto. 2 ed. São Paulo: Moderna,. CUNHA, C. & CINTRA,
L. Nova gramática do português contemporâneo. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. GARCIA, Othon M. Comunicação em
prosa moderna. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas. KURY, A. da Gama. Ortografia, pontuação, crase. Rio de
Janeiro: Nova Fronteira. KURY, A. da Gama. Português básico. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. MACEDO, Walmirio.
17
Gramática da língua portuguesa. RJ: Presença.


CONHECIMENTOS REGIONAIS (História e Geografia de Rondônia)
Conteúdo Programático: A inserção de Rondônia na Região Norte: aspectos sócio-econômicos e principais problemas
regionais. A integração entre Rondônia e demais estados da Região Norte. O impacto do desenvolvimento econômico
no meio ambiente. Rondônia. Criação do Estado de Rondônia e processos de povoamento. Núcleos de povoamento.
Colonização. Ferrovia Madeira-Mamoré (1ª fase e 2ª fase). Ciclo da borracha (1ª fase e 2ª fase). Relevo, hidrografia,
vegetação, clima, solos e degradação ambiental. Questões demográficas, urbanização e atividades econômicas nas
suas relações com o espaço nacional e global.
Sugestões Bibliográficas: TEIXEIRA, Marco Antônio Domingues & FONSECA, Dante Ribeiro da. História Regional
(Rondônia). 4ª Edição. Ed. Rondoniana. OLIVEIRA, Ovídeo Amélio de. História Desenvolvimento e Colonização do
Estado de Rondônia. 4ª Edição. Dinâmica Editora; MEDEIROS, Edílson Lucas. A História da Evolução Sócio-Política de
Rondônia, 1ª Edição, 2004, Editora Rondoforms. OLIVEIRA, Ovídeo Amélio de. Geografia de Rondônia. Espaço &
Produção. 3ª Edição. Dinâmica Editora. Livros didáticos de geografia do Brasil publicados pelas editoras Ática, Moderna
ou Scipione.


NOÇÕES DE SUS
Conteúdo Programático: Evolução das políticas de saúde no Brasil. Sistema Único de Saúde - SUS: conceitos,
fundamentação legal, princípios, diretrizes e articulação com serviços de saúde. Participação popular e controle social.
A organização social e comunitária. Os Conselhos de Saúde. O Pacto pela Saúde. Sugestões Bibliográficas: BRASIL.
Lei 8080, de 19 de setembro de 1990. DOU, 20/09/1990. Brasília - DF. Ano CXXVIII. BRASIL. Ministério da Saúde.
NOB-SUS, 1996: Norma Operacional Básica do Sistema de Saúde – SUS. Brasília (DF): Ministério da Saúde. 1ª ed.
Publicada no DOU de 06//11/1996. 1997. BRASIL. Ministério da Saúde. O SUS e o controle social: guia de referência
para conselheiros municipais. Brasília; Ministério da Saúde. BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria GM/Ministério da
Saúde n.095/01-Publicada no DOU de 29/01/2001. Norma Operacional da Assistência a Saúde 01/2001 folha 1-47.
BRASIL. Ministério da Saúde. Regionalização da Assistência à Saúde: Aprofundando a Descentralização com
Eqüidade no Acesso – NOAS. Disponível em: http://dtr2001.saude.gov.br/. BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de
Assistência à Saúde. Coordenação de Saúde da Comunidade. Saúde da Família: uma estratégia para a reorientação
do modelo assistencial. Brasília (DF) Ministério da Saúde, 97. BRASIL, Ministério da Saúde, Lei Orgânica da Saúde
nº. 8080/90, disponível em: https://www.presidencia.gov.br/ccivil_03/LEIS/L8080.htm. Constituição da República
Federativa do Brasil. 12ª ed. São Paulo: Saraiva. Pacto pela Saúde: 8 volumes. Disponível em:
http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos...ctovolume1.pdf;
http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos...ctovolume2.pdf;
http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos...ctovolume3.pdf;
http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos...ctovolume4.pdf;
http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos...ctovolume5.pdf;
http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos...ctovolume6.pdf;
http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos...ctovolume7.pdf;
http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos...actovolume8.pdf


NOÇÕES DE INFORMÁTICA
Conteúdo Programático: Ambiente operacional Windows (95/98/ME/2000/XP). Fundamentos do Windows, operações
com janelas, menus, barra de tarefas, área de trabalho, trabalho com pastas e arquivos, localização de arquivos e
pastas, movimentação e cópia de arquivos e pastas e criação e exclusão de arquivos e pastas, compartilhamentos e
áreas de transferência; Configurações básicas do Windows: Resolução da tela, cores, fontes, impressoras, aparência,
segundo plano e protetor de tela; Windows Explorer. Ambiente Intranet e Internet. Conceito básico de internet e intranet
e utilização de tecnologias, ferramentas e aplicativos associados à internet. Principais navegadores. Ferramentas de
Busca e Pesquisa. Processador de Textos. MS Office 2003/2007/XP – Word. Conceitos básicos. Criação de
documentos. Abrir e Salvar documentos. Digitação. Edição de textos. Estilos. Formatação. Tabelas e tabulações.
Cabeçalho e rodapés. Configuração de página. Corretor ortográfico. Impressão. Ícones. Atalhos de teclado. Uso dos
recursos. Planilha Eletrônica. MS Office 2003/2007/XP – Excel. Conceitos básicos. Criação de documentos. Abrir e
Salvar documentos. Estilos. Formatação. Fórmulas e funções. Gráficos. Corretor ortográfico. Impressão. Ícones. Atalhos
de teclado. Uso dos recursos. Correio Eletrônico. Conceitos básicos. Formatos de mensagens. Transmissão e recepção
de mensagens. Catálogo de endereços. Arquivos Anexados. Uso dos recursos. Ícones. Atalhos de teclado. Segurança
da Informação. Cuidados relativos à segurança e sistemas antivírus. Sugestões Bibliográficas: CANTALICE, Wagner.
Manual do Usuário. Brasport, 2006. COSTA, Renato da. Informática para Concursos: guia prático. Érica, 2006.
DIGERATTI. 101 Dicas: Microsoft Word, Digeratti Books, 2003. MANZANO, José Augusto N. G. & TAKA, Carlos
Eduardo M., Estudo Dirigido: Microsoft Office Word 2003, Érica, 2004. MANZANO, José Augusto N. G. Estudo
Dirigido: Microsoft Office Excel 2003, Érica, 2004. SAWAYA, Márcia Regina. Dicionário de Informática e Internet:
Inglês/Português, Nobel, 2003. RAMALHO, J. A. Introdução à Informática Teoria e Prática. ED. Futura, 2003.
VELLOSO, F. C. Informática Conceitos Básicos. 6 ed. ED. Campus, 2003. Manuais on-line do Sistema
Operacional Windows. Manuais on-line do Microsoft Word. Manuais on-line do Microsoft Excel. Manuais on-line
do Internet Explorer 6.0 ou superior. Manuals on-line do Outlook Express 6.0 ou superior. Manuals on line do
Office 2003.


FARMACÊUTICO
Conteúdo Programático: Boas Práticas de fabricação de Indústrias Farmacêuticas e a Resolução 134 de 13 de Junho
de 2001 - ANVISA-Brasil; Documentação de qualidade; Emissão, controle e distribuição. Procedimentos operacionais
padrão, cartas de controle em processo, especificações de trabalho e protocolos/relatórios de validação; Validação de
metodologias analíticas. Teoria, documentação e prática; Validação de procedimentos de limpeza. Teoria,
documentação e prática; Validação de processos de fabricação. Teoria, documentação e prática; Registro de produtos
farmacêuticos; medicamentos novos, similares, genéricos, fitoterápicos e medicamentos isentos de registros. Legislação
e procedimentos práticos para registro; Química de compostos heterocíclicos farmacologicamente ativos; Vias de
administração, absorção eliminação / metabolização de fármacos; Técnicas analíticas utilizadas no estudo de
compatibilidade de fármacos e no estudo de compatibilidade fármaco-excipente. Análise Calorimétrica de Varredura,
Espectrofotometria de infravermelho, e cromatografia líquida de alta eficiência; A rotina prática da montagem e
condução de programas de estabilidade em indústrias farmacêuticas. Condições de teste, preparação de lotes piloto,
documentação e ferramentas analíticas utilizadas no monitoramento de decaimento de teor de princípio ativo e
formação de produtos de degradação; Desenvolvimento de novas formulações farmacêuticas. Estudos de préformulação
no desenvolvimento de novos medicamentos; tecnologia de fabricação de produtos farmacêuticos, líquidos,
semi-sólidos, sólidos orais, produtos estéreis e produtos cosméticos; Desenvolvimento de novas formulações
farmacêuticas. Estudos de funcionalidade de excipientes e o impacto da qualidade de matérias-primas farmacêuticas no
desenvolvimento e performance de novos medicamentos; Metodologias analíticas aplicadas à análise de fármacos:
Colorimetria e espectrofotometria.; Metodologias analíticas aplicadas à análise de fármacos: Espectrofotometria no
Infravermelho; Metodologias analíticas aplicadas à análise de fármacos: Espectrofluorimetria; Metodologias analíticas
aplicadas à análise de fármacos: Pontenciometria; Metodologias analíticas aplicadas à análise de fármacos:
Condutimetria; Metodologias analíticas aplicadas à análise de fármacos: Cromatografia Líquida de Alta Eficiência e cromatografia líquida em camada fina; Metodologias analíticas aplicadas à análise de fármacos: Análise titrimétrica;
Titulações de neutralização, oxi-redução e precipitação; Técnicas de amostragem e estatística aplicada à análise
química de medicamentos; e Boas Práticas de Laboratório em Biossegurança. Riscos gerais, estocagem de substâncias
químicas e biológicas, segurança no preparo de soluções e meios de cultura e produtos biológicos ou químicos.
Descarte de substâncias químicas e biológicas. Informações toxicológicas relevantes. Sugestões Bibliográficas:
Collins, C. H; Braga, G. L.; Bonato S. P. Introdução a Métodos Cromatográficos, 3a Edição, Ed. Da Unicamp, São Paulo,
1997. Lachman, L.; Liebreman, H. A.; Kanig, J. L. Teoria e Prática na Indústria Farmacêutica, Ed. Fundação Caluste
Gulbenkian, Lisboa, 2001, volume I,capítulo 10 e volume II, capítulos 25, 27 e 28. VOGEL (Org); Análise Química
Quantitativa, 5a Edição, Ed. LTC, Rio de Janeiro, 1992. Leite, F., Validação em análise Química, 3a Edição, Ed. Átomo,
São Paulo, 1998. Brasil. Ministério da Saúde. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução RDC 134 de 13 de
junho de 2001. Dispõe sobre Boas Práticas de Fabricação de Produtos Farmacêuticos. Brasil. Ministério da Saúde. Lei
nº 9.787, de 10 de fevereiro de 1999 - Altera a Lei nº 6.360, de 23 de setembro de 1976, que dispõe sobre a vigilância
sanitária, estabelece o medicamento genérico, dispõe sobre a utilização de nomes genéricos em produtos
farmacêuticos e dá outras providências. Resolução RE nº 899, de 29 de maio de 2003 - Determina a publicação do
"Guia para validação de métodos analíticos e bioanalíticos”; Resolução RE nº 310, de 01 de setembro de 2004 -
Determina a publicação do "Guia para realização do estudo e elaboração do relatório de equivalência farmacêutica e
perfil de dissolução"; Resolução RE nº 1, de 29 de julho de 2005 - Autoriza ad referendum, a publicação do Guia para a
Realização de Estudos de Estabilidade. Resolução RDC nº 48, de 16 de março de 2004 - Dispõe sobre o registro de
medicamentos fitoterápicos.


FARMACÊUTICO – BIOQUÍMICO
Conteúdo Programático: Atribuições Profissionais e Noções de Ética Profissional; Higiene e Boas Práticas no
Laboratório: Biossegurança; Riscos gerais; Descarte de substâncias químicas e biológicas. Princípios de lavagem e
esterilização de material. Vidrarias e equipamentos utilizados no laboratório: pesagem; volumetria; conversões de
unidades; abreviaturas e símbolos. Aplicação dos princípios básicos e fundamentos de: enzimoimunoensaio;
fluorometria; fotometria; turbidimetria; nefelometria; eletroforese; quimioluminescência; radioimunoensaio e microscopia.
Procedimentos pré-analíticos: obtenção; conservação; transporte e manuseio de amostras biológicas destinadas à
análise. Procedimentos analíticos aplicados às principais dosagens laboratoriais: Exames bioquímicos; Dosagens
Bioquímicas do Sangue; Uroanálise; Métodos parasitológicos e identificação microscópica; Isolamento e identificação de
bactérias (meios de cultura, identificação e antibiograma); Imunoglobulinas; Sistema Complemento; Reações
sorológicas (aglutinação, precipitação, imunofluorescência), e Rotina hematológica (Hemostasia, Coagulação, Anemias
e Hemopatias malignas). Observações Gerais para Todas as Dosagens, Curvas de Calibração; Colorações especiais e
Interpretação de Resultados. Sugestões Bibliográficas: ROBBINS e colaboradores, Basic Pathology. 7th ed.
LENINGHER, Fundamentos da Bioquímica. WINTROBE’S Clinical Hematology 11th ed. FAILACE, Renato. Manual
de Interpretação de Hemograma. 3 ed. Editora: Artes Médicas. LIMA, Oliveira A. Métodos de Laboratório
Aplicados á Clínica. VALLADA, E.P. Série Manuais Práticos de Exames de Laboratório (5 vols): Editora Atheneu.
CAMPBELL, J. M. & CAMPBELL, J.B. Matemática de Laboratório - Aplicações Médicas e Biológicas: 3ª Ed Roca,
São Paulo. Leis, portarias e resoluções relacionados à atuação do Farmacêutico Bioquímico.


Fonte:http://www.pfarma.com


Autor: Fábio Reis
contato@pfarma.com.br


OBRIGADO PELA SUA VISITA, VOLTE SEMPRE.