FARMÁCIA DE MANIPULAÇÂO: RDC nº 67/2007

03/11/2010 14:41

FARMÁCIA DE MANIPULAÇÂO: RDC nº 67/2007

 

Controle e Garantia da Qualidade Aplicados à Farmácia com Manipulação

A farmácia com manipulação é um estabelecimento de saúde que possui por função manipular fórmulas magistrais e oficinais a partir da prescrição de profissional habilitado, destinada a um paciente individualizado (BRASIL, 2007). Deste modo, proporciona benefícios ao paciente, não somente de caráter financeiro, mas principalmente terapêutico, pois trabalha com os fármacos em concentrações e formas nem sempre disponibilizadas pela indústria farmacêutica.

É imprescindível à farmácia com manipulação o controle das matérias-primas, qualificação dos fornecedores, obediência ao Manual da Qualidade, controle e monitoramento de todos os processos e controle dos produtos acabados, conferindo, desta forma, confiabilidade ao paciente e ao médico prescritor.

Conceitualmente o controle de qualidade seria o conjunto de operações (programação, coordenação e execução) que possui como objetivo verificar a conformidade das matérias-primas, materiais de embalagem e do produto acabado, com as especificações estabelecidas em Resoluções da Diretoria Colegiada e literaturas aprovadas pela mesma (BRASIL, 2007; BRASIL, 2009). Muito além deste conceito estão os deveres da farmácia com manipulação para a comunidade e desta forma amplia-se o conceito e acrescenta-se a idéia de prover qualidade contínua aliada a um serviço adequado e a custo acessível. Para que isto seja possível, o profissional farmacêutico, responsável pela manipulação, deve prosseguir uma rotina de estudos e aperfeiçoamento contínuos. E este conhecimento, obtido e apreendido, deve estar continuamente sendo repassado a toda equipe de colaboradores para que todos busquem a filosofia do “kaizen” (BRASIL, 2000).

O controle de qualidade para as farmácias com manipulação está inserido na garantia da qualidade, com as Boas Práticas de Manipulação (BPM) e Boas Práticas de Laboratório (BPL). A garantia da qualidade é o esforço organizado e documentado dentro da farmácia que pretende assegurar as características do produto, de modo que cada unidade do mesmo esteja de acordo com as especificações estabelecidas de acordo com o determinado pelas autoridades sanitárias (BRASIL, 2000; BRASIL, 2007; BRASIL, 2008).

A farmácia com manipulação, assim como os demais estabelecimentos de saúde, possui legislação aplicada específica e, a partir desta (BRASIL, 2007; BRASIL, 2008) e de sua atualização. fica claro que o controle deve ser realizado no início, no meio e no final da prestação do serviço ao paciente.

Realizar adequadamente o controle de qualidade interno à farmácia com manipulação e saber discutir os resultados enviados, quando do controle de qualidade externo realizado por laboratórios terceirizados, é de fundamental importância para a adequação e a competitividade das farmácias perante as autoridades sanitárias e o mercado consumidor.

Metodologias analíticas para o controle de qualidade físico-químico de matérias-primas na farmácia de acordo com a RDC nº 67/2007 (Teórico e Prático) 

Janaina Fernanda Packer
 

 
pelo blog:http://boaspraticasfarmaceuticas.blogspot.com
no link: http://boaspraticasfarmaceuticas.blogspot.com/2010/06/farmacia-de-manipulacao-rdc-n-672007.html
 


OBRIGADO PELA SUA VISITA, VOLTE SEMPRE.